O ontem e o hoje

O ontem e o hoje

person

Nós, os brasileiros, somos frutos de uma descoberta mal contada. Uns dizem que o Brasil, que era chamado no início Ilha de Vera Cruz (pensavam que era uma ilha), depois Terra de Santa Cruz para, finalmente, mais adiante, ao acharem uma frondosa árvore de cor avermelhada, o tal de pau-brasil definirem, eles os portugueses, o nome definitivo: Brasil.

Pois como eu falava, uns dizem que foi uma descoberta casual, outros que foi uma descoberta planejada. Ora, se casual ou planejada não vem ao caso, o que interessa é que este País já começou mal das pernas desde o início. Isso porque o que interessava ao colonizador europeu era a imensa riqueza da terra e não a criação de um povo correto, ético e com moral elevado.

Tanto é verdade que lotearam a terrinha dividindo-a em lotes enormes, chamados capitanias hereditárias, e deram cada lote a uma família portuguesa que para cá trouxe uma imensa ralé, que em Portugal não servia para nada. Uns se deram bem, outros se deram mal. Uns foram corridos pelos índios, outros foram até comidos pelos mesmos. Isso porque havia aqui o canibalismo.

Quando a família Imperial fugiu de Napoleão, aqui se serviu e se sentiu à vontade: do alto de seus Palácios apreciavam a linda terra e usufruíam da ignorância do novo povo. Até parece, hoje em dia, que aquela época ainda se faz presente, é só olhar e ver.