Flores Amarelas

Flores Amarelas

person

A exemplo do meu pai, sempre gostei de flores amarelas. Conheço uma pessoa que associa cores aos nomes e, por coincidência, ela associa o meu com esta cor. Imagino como seria uma cidade que tenha somente árvores que tenham flores amarelas. Isso poderia ser monótono, mas na diversidade de árvores e flores iria trazer múltiplas espécies na cidade.

Comecei a imaginar como ficariam algumas ruas ou praças com ipês, alamandas, acácia amarela, orquídeas, ibiscus, lírios, rosas, entre outras opções. Diria um psicólogo ou psiquiatra que eu tenho algum problema. Talvez compararia ao pintor Vang Gohg que, em uma grande fase da sua vida, as suas telas predominava a cor laranja e mostrava um pouco da sua loucura ou problemas.

Aliás, todos temos problemas, às vezes dimensionamos demais os nossos. E quando achamos que o pior aconteceu, a vida nos prepara surpresas mais difíceis. Alguém já disse que as dificuldades vêm para nos fortalecer e nos ajudar a avançar na vida. As tempestades viriam para testar se nossas raízes estão firmes no chão.

Mas o amarelo é interpretado como a cor da felicidade, da sabedoria e da imaginação. “Uma tendência para o amarelo revela pessoas mentalmente intrépidas, que estão sempre em busca da novidade e de autossatisfação”, revela Betty Wood, no livro ‘As cores e seu poder de cura’.

Mas, enfim, sem julgamentos de motivos da cor. Uma cidade planejada e com flores alegra as pessoas e torna um lugar mais humano e feliz.

Na verdade, não gostaria de uma cidade de uma cor só, mas que tivesse uma identidade maior com o verde e flores. Da mesma forma como não podemos ter uma cidade de uma ideia única de pessoas plurais, diferentes, mas que saibam conviver em paz e busquem unicamente o bem de todos e não apenas o pessoal.