Os Ciclos da Vida

Os Ciclos da Vida

person

Na  vida passamos por diferentes fases, rupturas e recomeços. Nesta semana, tentei recordar das cidades, bairros, empregos, entre outras atividades e momentos inesquecíveis que vivi.

Tudo começou em Antônio Prado, depois passei por Ipe, Vila Flores, Veranópolis, Pelotas, Marau e por último Guaíba. Tentei, também, lembrar dos bairros que já residi em Guaíba: Coronel  Nassuca, Colina, Ramada, Vila Jardim, Vila Elsa, Centro e Ermo. Na minha viagem ao passado busquei os estabelecimentos comerciais que trabalhei com carteira assinada: Hotel Manta, Loja Graziottin, Lojas Total, Rádio Alfa, Livraria Vozes, Vida Produtos Biológicos e jornal Nova Folha. Coincidência ou não, chego sempre no número sete. Foram sete cidades, sete bairros e sete empregos. Cada cidade parece que foi uma vida, um local em que tive um início, meio e fim. Como se em cada lugar onde passei fosse uma vida diferente.

Fiquei a pensar... Será o fim de um ciclo na minha vida? Seria a minha última cidade, meu último bairro e último emprego? Vou estagnar aqui? Mas por outro lado fiquei  a pensar  nas possibilidades, nas sete coisas que não fiz ou não tive chance ainda de fazer. Não tive sete namoradas, não fotografei sete estados e muito menos sete países. Não escrevi sete livros, não tive sete filhos, não ganhei sete milhões na loteria, e assim por diante.

São inúmeras possibilidades que ainda estão na minha frente. Basta eu não parar de sonhar. Isso mostra que tudo depende do ângulo que vemos as coisas. Podemos nos fechar numa visão de mundo, que tudo terminou, ou nos abrir para novas opções e rumos. A vida não é um jogo de cartas marcadas, podemos fazer nosso destino, basta não ficar achando que somos presos aos números. Espero ter ainda muitos setes na minha vida antes que este ciclo da vida termine.