>Fotografia

Fotografia

Guaíba Foto Clube

Desde 2002, a entidade reúne amantes da fotografia e viaja pelo Estado para registrar imagens de belezas naturais. A última viagem do clube foi para Salto Ventoso, uma cachoeira na cidade de Farroupilha, na serra gaúcha.
Quem passeia pelos corredores da Escola Gomes Jardim, em Guaíba, encontra fotografias, e, em alguma noite do mês, olha um grupo sentado nas cadeiras de seu auditório. Lá encontra Valmir, um professor de artes e filosofia que leva para sala de aula o como se faz fotografia em uma lata de achocolatado; Alceo, um empresário que transformava um espaço de sua moradia em laboratório de revelação do filme negativo; e sua neta, Luísa, de 18 anos, que desde criança acompanha o Guaíba Foto Clube em suas viagens ao interior do Rio Grande do Sul na busca das melhores imagens.
Juntos em um espaço com cadeiras azuis e um palco de madeira em uma escola quase centenária, os associados do clube da sétima arte, criado em 2002 naquele mesmo espaço, se reúnem uma vez ao mês para adquirirem conhecimentos, através de oficinas, bate-papos, concursos fotográficos e passeios de curta e longa duração.
Luisa começou sua paixão pela fotografia quanto criança, junto com seu avô, Alceo. Ela foi premiada no concurso “Ambiente em Foco”, organizado pelo clube. Com tradicional embarque na residência da associada Tânia, essas viagens ficam para história. O clube já embarcou para cidades e pontos turísticos modelos para serem fotografados, como em ruínas, casas antigas e históricas, museus, cascatas e morros.
Os associados já foram nas Ruínas de São Miguel Arcanjo, em São Miguel das Missões, na cidade histórica de Triunfo, e em diversos lugares da região sul e da serra do Rio Grande do Sul. Além de lugares conhecidos (e desconhecidos) que ficam próximos de Guaíba: visitaram a vinícola Laurentia, de Barra do Ribeiro e as fábricas de vinho na cidade vizinha de Sertão Santana. Em mais de cem destinos já visitados em quinze anos, foram lugares que despertam curiosidades, cada canto do Estado com uma cultura e história diferente.
“O melhor de tudo isso foi saber que toda a produção de vinhos e sucos integrais teve apoio dos órgãos públicos para substituir a cultura do fumo pela plantação de videiras” — disse a jornalista Bete Neves após passeio nas vinícolas de Sertão Santana
Não são só as paisagens e as câmaras fotográficas que justificam o por quê fazer uma viagem com o Foto Clube. Em passeio nos cânions de Cambará do Sul, um gaiteiro fez a festa com um charque, uma casa de madeira foi a pousada com jogos de baralho e um caminho de terra fez parte do percurso para boa conversa, diversão, e para trocar ideias e dicas com o material de trabalho nos ombros. Essas oportunidades se tornam um passeio de família.
Em 2017, aconteceu a 13º edição da mostra fotográfica do Foto Club Museu Carlos Nobre, no centro de Guaíba, foi lugar de reunião do clube durante muito tempo. Até hoje, é espaço da sua exposição que entra na programação cultural do município em agosto, mês da fotografia. Em fevereiro de 2017, a entidade realizou a exposição “Um olhar para o rural” em Barra do Ribeiro. Para mais informações, acesse o pagina do facebook. https://www.facebook.com/guaibafotoclube


Por: Pedro Molnar – estudante de jornalismo
da Universidade São Francisco