>Guaíba realiza a Semana Estadual do Livro

Guaíba realiza a Semana Estadual do Livro

LITERATURA

Com o slogan “Ler é aprender , é viver”, da Biblioteca Escolar Ambulante, criada em 1958,junto a  Biblioteca Padre Vieira, do Instituto Gomes Jardim, inicia na segunda, 22 de abril a Semana Estadual do Livro, no Instituto Estadual de Educação Gomes Jardim, em Guaíba. O evento que se estende até o dia 26 de abril, contará com diversas oficinas, palestras, mostras de filmes valorizando escritores da cidade e do Estado. Entre eles, Altair Martins, que estará lançando neste ano mais um romance, Os Donos do Inverno. A obra  será roteiro do primeiro longa metragem guaibense que está em fase de busca de recursos. (Programação em anexo).

O evento tem a parceria da escola e da Central de Literatura de Guaíba(Celig) e o apoio da Associação dos Jornalistas de Guaíba, Cine Clube Paradiso, Guaíba Foto Clube, Comunicar e Ler e SESC/RS.

SAIBA MAIS:

-A Semana Estadual do Livro e do Incentivo à Leitura, instituída pela Lei 14.673/2015, que estabelece que todas as escolas da Rede Estadual de Ensino e as bibliotecas públicas estaduais devem promover ações que coloquem o livro, a leitura e a literatura em destaque. A semana marca a passagem do Dia Nacional do Livro Infantil (18 de abril, nascimento de Monteiro Lobato) e do Dia Mundial do Livro e do Direito do Autor (23 de abril, falecimento de Cervantes e de Shakespeare) .

-Há 60 anos, no dia 30 de agosto de 1958, era inaugurada em Guaíba, a Biblioteca Ambulante Escolar de Guaíba, que funcionava junto a Biblioteca Padre Antônio Vieira, no  Grupo Escolar Gomes Jardim. A professora Josefina D’arrigo Green, dirigia a biblioteca que percorria as escolas da região.  Tinha como lema para as crianças: “Ler é aprender , é viver” e para o adulto “Um livro para casa leitor , um leitor para cada livro”.

No seu plano de trabalho, em 1960, a biblioteca ambulante com caixa  de livros, percorria as escolas Gomes Jardim, Itororó, Evaristo da Veiga, Sergipe, Petim, Salustiano Lira, Fazenda Butiá, Gonçalves Ledo Cerro Maximiliano, Eduardo Seco, Granja Santa Rita, Granja Carola,  Divisa e Américo Braga(algumas hoje inexistentes). Na época a  Biblioteca padre Antônio Vieira  foi registrada na Secretaria de Educação e Cultura do Rs sob número 28 e no Instituto Nacional do Livro sob o número 593, contava com acervo de  1 630 livros,  no ano de 1963.

A biblioteca era a única da cidade. A Biblioteca Municipal Darcy Azambuja seria inaugurada somente em 31 de  março de 1971.

A atual biblioteca Padre Viera está semi fechada por falta de funcionários e a direção luta para manter ela aberta  e reorganizá-la com o projeto Amigos da Biblioteca . A escola conta com mais de 1 100 anos e conta desde os anos iniciais, até o ensino médio, além dos cursos  Normal(magistério criado em 1960) , administração e  celulose. A escola recebe alunos de diversos bairros da cidade e da região, como Barra do Ribeiro, Mariana Pimentel, Eldorado do Sul.