>O jornalista que resgata a história

O jornalista que resgata a história

Rafael Guimaraens esteve em Guaíba no projeto ‘Lendo Pra Valer’, da Câmara do Livro

O jornalista e escritor Rafael Guimaraens tem contribuído no resgate da memória do Estado, através de suas publicações, esteve na quarta-feira, 18, em Guaíba. O escritor, que está há 15 anos se dedicando a resgatar e contar histórias do Rio Grande do Sul,  frisou  a importância da literatura: “Ela é uma forma de arte que mais estimula a imaginação”, disse, comparando ao cinema, onde as imagens das histórias já vem prontas.

Durante conversa com os estudante, ele ficou emocionado com a diversidade de trabalhos apresentados nos corredores das escolas, abordando temas das suas obras pelos alunos do Instituto Estadual de Educação Gomes Jardim. “Entre as escolas que visitei nunca tinha visto algo tão intenso e variado”, comentou com os estudantes. Após ver a releitura dos livros, o escritor falou com os alunos e respondeu a diversos questionamentos sobre os livros por ele escrito e a profissão de escritor. No final, deixou uma mensagem aos alunos citando o filme, “façam da vida de vocês uma coisa extraordinaria”, disse.

Guimaraens é natural de Porto Alegre, atuou como repórter e lançou, no ano passado, o livro ‘Guaíba, cidade do Sol Nascente’, numa parceria com o Guaíba Foto Clube. Ele é autor de diversos livros que dão ênfase na construção da memória. Foi premiado pelos livros ‘tragédia da Rua da Praia’, ‘A Enchente de 41’, ‘teatro de Arena – Palco de Resistência’  e ‘Coojornal – Um Jornal de Jornalistas sob o Regime Militar’.

A atividade foi prestigiada pela 12ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE).

O projeto ‘Lendo Pra Valer’ é uma parceria da Câmara Rio-Grandense do Livro, que viabiliza os encontros com os autores, com a Secretaria de Estado da Educação, através do Sistema Estadual de Bibliotecas Escolares, que destina às escolas os recursos para a aquisição dos livros da leitura prévia. Na escola, o projeto é coordenado pela professora Iveliz Sarzuck que, por motivos de saúde, não pode estar no evento, mas assistiu via celular.