>Paralisação dos funcionários deixa população sem transporte na segunda

Paralisação dos funcionários deixa população sem transporte na segunda

Mobilidade

Cerca de 20 mil trabalhadores e usuários do transporte coletivo urbano de Guaíba, foram surpreendidos pela paralisação dos ônibus na manhã desta segunda-feira, 11 de fevereiro. Muitos tiverarm que ir apé ou depender do táxi ou transporte  clandestino.   Trabalhadores  realizaram  um protesto em frente a garagem da Expresso Assur, cobrando  o pagamento do vale-refeição,  suspenso no começo deste mês.Conforme o  Sindicato dos Trabalhadores de Transportes Rodoviários de Guaíba, a empresa teria cortado o benefício no valor de R$25 e sugerido um aumento na cesta básica,  de R$ 125 para R$ 140. 

Pela tarde, o prefeito José Sperotto, direção da empresa e sindicato reuniram-se para buscar  solucionar o impasse. Uma contraposta será apresentada hoje a noite , às 19h, na assembleia entre o Sindicato e os trabalhadores .