>Em busca de investimentos

Em busca de investimentos

Economia

Sem recursos para importantes obras na cidade, o prefeito José Sperotto vem buscando alternativas. Na quarta-feira, 23, foi de reuniões. O prefeito esteve reunido com o presidente da FIERGS, o empresário Gilberto Petry. O assessor superior de desenvolvimento do município, Beto Scalco, também participou do encontro, na sede da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul.
O prefeito destacou a localização privilegiada de Guaíba e disponibilidade de áreas para as empresas se instalarem por aqui. Sperotto ainda reforçou que algumas empresas já estão fincando raízes no antigo terreno da Ford (Dasppet e Gfeco). O outro assunto tratado foi o futuro hospital-maternidade.
O prefeito busca parceiros, com fundações ou empresas interessadas em tocar a gestão do futuro hospital. O empresário ressaltou as potencialidades de Guaíba e também entende que é importante um hospital para atender a região e não sobrecarregar o sistema hospitalar de Porto Alegre.
Turismo
A segunda reunião do prefeito aconteceu no Centro Administrativo, em Porto Alegre, com o secretário estadual do Desenvolvimento e Turismo, Dirceu Franciscon. O objetivo da reunião foi claro: atrair investimentos para Guaíba e a para o RS. Participaram também da reunião Maurênio Stortt, que é representante de negócios do Governo do Panamá. O consultor destacou que o país da América Central, que tem grandes investimentos da China, quer ampliar os negócios com o Rio Grande do Sul. A abertura de um porto em Guaíba, com a possibilidade de se criar uma cluster na cidade, que é uma concentração de empresas no mesmo local, foi o principal tema.
“O Rio Grande do Sul só vai conseguir pagar o salário em dia e sair do buraco com desenvolvimento. Pode-se inventar qualquer coisa, mas é preciso atrair investimento privado para gerar emprego e renda para o Estado. No entanto, só vai investir aqui quem tiver garantias jurídicas e agilidade por parte do Governo. Não pode uma empresa esperar 5 ou 8 anos por uma licença ambiental. O trabalho da Fepam precisa ser revisto. Ela foi importante lá atrás, nos anos 90, mas hoje está atrasada da dinâmica da sociedade”, ponderou o prefeito José Sperotto.
O secretário Dirceu Franciscon se interessou muito pelo potencial de Guaíba em receber investimentos e vai levar o assunto adiante. Ele também concordou que é preciso descentralizar a demanda de licenças ambientais da Fepam e ressaltou que é necessário dar mais autonomia aos municípios. Participaram também da reunião o secretário adjunto de Desenvolvimento e Turismo do Estado, Márcio Rafael Machado, a assessora técnica do Estado, Maria Paula Merlotti e o deputado federal, Ronaldo Santini (PTB), além de outros integrantes dos governos estadual e municipal.