>Guaíba cai uma posição no retorno de ICMS

Guaíba cai uma posição no retorno de ICMS

Economia

As prefeituras gaúchas já podem calcular o quanto receberão em termos de repasses de ICMS ao longo do próximo ano. A Secretaria da Fazenda acaba de divulgar o IPM 2018 (Índice de Participação dos Municípios) onde consta os percentuais que caberão a cada um dos 497 municípios gaúchos no rateio do principal tributo estadual. Apurado pela Receita Estadual, o IPM reflete o desempenho médio da economia local entre 2015 e 2016 e indica como o Estado irá repartir cerca de R$ 8,26 bilhões (R$ 8.264.856.094,25).

Segundo o secretário da Fazenda de Guaíba, Leandro Jardim, Guaíba deve receber, em 2018, cerca de R$ 73 milhões, do rateio de ICMS que representará cerca de 35% da arrecadação total do município que poderá chegar a R$ 210 milhões de reais.

Guaíba continua entre os 20 maiores municípios em retorno de ICMS, mas perdeu uma posição, passando do 17º lugar para o 18º lugar. A queda de uma posição não irá representar significativa queda no retorno do ICMS. “Baixamos em termos de índices, mas melhoramos no valor fiscal”, observou Leandro, destacando que o ano de 2015 foi muito ruim em Guaíba, melhorando em 2016 com o começo da operação da Celulose Riograndense.