>Guaíba reduz índices de violência

Guaíba reduz índices de violência

Segurança

Em todo o Estado, de janeiro a agosto de 2019 comparado com igual período do ano passado, quase 400 vidas foram preservadas, com homicídios caindo de 1.631 para 1.234 (-24,3%). Só em agosto, a redução de assassinatos no RS chegou a 40%, de 196 no mesmo mês do ano passado para 117.
A divulgação dos indicadores foi feita pelo governador em exercício, o vice-governador e secretário da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior, na abertura da reunião da Gestão Estatística em Segurança (Geseg) – ciclo mensal de avaliação dos índices de criminalidade nos 18 municípios priorizados pelo programa RS Seguro –, realizada no início da tarde desta quinta-feira (12/9), no Palácio Piratini.


Guaíba foi destaque positivo no Estado na redução de crimes violentos


Guaíba foi o município que mais reduziu índices de violência, de acordo com o levantamento realizado pelo Programa RS Seguro. O programa RS Seguro, que, entre outras várias atribuições, monitora os índices de criminalidade das cidades mais violentas do Rio Grande do Sul, apontou que, no mês de agosto, em Guaíba, houve redução em todos os indicadores de criminalidade avaliados, quais sejam, roubo a pedestres, roubo de veículos, roubo à residência e crimes violentos letais intencionais (homicídios, abortos, latrocínios e feminicídios).
Em se tratando de roubo a pedestres, Guaíba foi a cidade que mais diminuiu o índice no Estado.
De acordo com a Coronel Bianca, Comandante da Brigada Militar, a diminuição dos indicadores de violência deve-se principalmente ao aumento do efetivo da Brigada Militar e ao mapeamento da criminalidade, com aumento do patrulhamento ostensivo nos locais onde se verificou maior incidência criminal. Também destacou a integração entre as Polícias Civil e Militar no município.
A delegada Karoline Calegari, Titular da Delegacia de Polícia de Guaíba, enfatizou que, no mês de agosto, houve o maior número de prisões e também a maior apreensão de drogas do ano realizadas pela Polícia Civil, e que essas ações mais contundentes de repressão qualificada de delitos contribuíram para a diminuição da criminalidade.
Bianca e Karoline concordam que há muito a ser feito ainda em termos de segurança pública no município, mas que a queda desses indicadores persuadem no sentido de que Brigada Militar e Polícia Civil estão no caminho certo.