>Protestos no enterro de motorista

Protestos no enterro de motorista

Segurança

No final da tarde deste sábado, 5 de janeiro, foi enterrado no Cemitério Municipal de Guaíba, o jovem Paulo Junior da Costa, 22 anos. O estudante e motorista de Uber estava desaparecido desde o dia 31 de dezembro e foi encontrado morto, em Laguna, Santa Catarina, na sexta, 4 de janeiro.   Além de familiares, dezenas de motoristas de aplicativos de Guaíba e da Região Metropolitana  foram prestar as últimas homenagens ao jovem e cobraram mais segurança para trabalhar.  “Ele chegou assinar um abaixo assinado onde pedíamos mais segurança”, comentou um dos colegas de trabalho. ‘Vamos exigir que se faça justiça e que as empresas nos garantem segurança para trabalhar”, complementou.

O caixão estava coberto com a bandeira do Grêmio. No trajeto, alguns puxaram o hino do Grêmio e no último adeus, o hino do Rio Grande do Sul. O pai do rapaz, Flávio disse antes do enterro que o desejo do filho era ser cremado, mas em virtude do assassinato, a família não pode realizar essa vontade. Somente depois de três anos, a família poderá fazer a cremação.