>Fé  nas ruas

Fé nas ruas

Religião

 Uma festa de fé, cores, encontros e alegria. Assim foi a 24ª Romaria das Capelinhas, que reuniu no último sábado, 27, em Guaíba, milhares de pessoas oriundas das vinte e duas paróquias do Vicariato de Guaíba. Também foram registradas as presenças de delegações de Canoas, Cachoeirinha, Viamão, Porto Alegre, Caxias do Sul e Antônio Prado.
Carregando as capelinhas com a imagem de Nossa Senhora, os peregrinos iniciaram a atividades com três caminhadas que partiram da Vila São Jorge e dos bairros São Francisco e Cohab/Santa Rita. O ponto de encontro das caravanas do interior e das procissões foi a Praça da Prefeitura Municipal. Mais de trinta ônibus descarregavam os peregrinos que formaram um mar de camisetas verdes e bandeiras brancas.
A procissão até o Parque da Juventude contagiou a população da cidade com a mensagem de “Zero violência, 100% ternura”, cuja lema orientou a preparação e mobilização de centenas de comunidades.
Durante missa , o Bispo Auxiliar de Porto Alegre, Dom Adilson Pedro Busin, disse que o mundo precisa aprender a viver paz e a ternura. “As capelinhas de Nossa Senhora são portadoras da mensagem de amor e de solidariedade no mundo”. No final da celebração, foi realizado o lançamento da 25ª Romaria das Capelinhas, que acontecerá no dia 26 de outubro de 2019.

A Romaria das Capelinhas de Nossa Senhora recebeu a Mala do Migrante. Numa iniciativa da Cáritas Brasileira, esse símbolo está circulando em todo o país para fortalecer o sentimento de acolhida e inclusão dos migrantes na comunidade.
Como gesto de compromisso com a acolhida humanizada, a Coordenadora da Romaria das Capelinhas, Ir. Nilva Dal Bello, depositou na Mala do Migrante uma camiseta
da Romaria das Capelinhas.
“Queremos expressar que Guaíba está integrada a este esforço nacional de acolher às pessoas que buscam em nosso país condições de vida,
desenvolvimento e dignidade”.
A mala, símbolo do migrante que parte na expectativa de realizar seus sonhos, está percorrendo um roteiro em várias instituições e
eventos na Região Metropolitana, com intuito de propagar a defesa do direito de migrar.