>Manutenção da BR 290

Manutenção da BR 290

Trânsito

DNIT/RS assina contrato para manutenção da BR-290 (Freeway)

 

 

A Superintendência Regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes no RS (DNIT/RS),  assinou  na quarta-feira, 19,   o contrato para a manutenção da BR-290/RS (Freeway) pelo Diretor Executivo do DNIT/SEDE - Engº Halpher Luiggi e o Superintendente do DNIT/RS - Engº Allan Magalhães Machado. Os serviços de manutenção periódica como recuperação no asfalto, roçada e  limpeza na BR-290/RS (Freeway), serão  executados pela empresa contratada pelo órgão, por meio de processo licitatório, para este fim. O DNIT/RS ressalta que providenciará a publicação do contrato no Diário Oficial da União, para a ordem de início imediato dos serviços.

 

Breve histórico:

O DNIT ressalta que desde o dia 04/07, com o término do período de concessão dasBR-290 e BR-116, no Rio Grande do Sul, que há 20 anos encontravam-se sob a responsabilidade da concessionária CONCEPA, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) passou a ser responsável pela manutenção dos trechos antes concedidos.
A superintendência do DNIT no Rio Grande do Sul, juntamente com a Diretoria-Geral do órgão e o Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, está promovendo as adequações necessárias para a prestação dos serviços de conservação e manutenção nas vias em questão.
Em paralelo, de forma a garantir a continuidade da circulação fluvial no Estuário Guaíba, realizou-se processo licitatório para prestação de serviços de içamento do vão móvel da ponte existente na BR-290/RS (Ponte do Guaíba). A empresa vencedora iniciou as operações no dia 04/07. A programação dos horários de içamento da ponte são divulgados antecipadamente através do site da autarquia (www.dnit.gov.br).
 
Cabe salientar ainda que as atribuições desta Autarquia dizem respeito à operação, manutenção, restauração ou reposição, adequação de capacidade e ampliação de rodovias federais não concedidas à iniciativa privada. Os recursos para a execução destas iniciativas são provenientes da União. A Autarquia ressalta que os demais atendimentos médicos, ocorrerão por meio dos serviços regionais, como já ocorre nas rodovias não concessionadas.